Sikêra Júnior chora ao revelar que está com coronavírus: “Não subestimem o vírus, não façam o que eu fiz”. - agorapovo.com

Aguarde !!!!

VISUALIZAÇÕES HOJE

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Sikêra Júnior chora ao revelar que está com coronavírus: “Não subestimem o vírus, não façam o que eu fiz”.

Sikêra Júnior, apresentador do “Alerta Nacional”, da Rede TV!, confirmou nesta quarta-feira (29/04) que testou positivo para o novo coronavírus (COVID-19), mas desmentiu boato de que estaria com os dois pulmões comprometidos, informação que circulou mais cedo pela imprensa.
Na quarta-feira passada, 22 de abril, Sikêra passou mal, foi substituído às pressas e, depois, afastado pela direção da emissora. No dia seguinte, ele disse ter feito o primeiro teste para COVID-19, que deu negativo, e garantiu que aquele mal-estar seria apenas uma gripe.
“Enquanto isso não acontece com a gente, a gente não acredita. A vida me deu mais essa lição”, disse o apresentador, em entrevista ao “Alerta Nacional” desta quarta-feira (29/04).
“Não subestimem o coronavírus, não façam o que eu fiz”, finalizou Sikêra Júnior, bastante emocionado. 
Sikêra Júnior era contra o isolamento social
Apoiador do presidente Jair Bolsonaro, na mesma semana em que a epidemia alcançava índices alarmantes em Manaus, Sikêra Jr., cujo programa é notório por veicular cadáveres e pregar a morte de criminosos, não economizou disparos contra as recomendações das autoridades sanitárias do país e do mundo e contra a cobertura da crise feita pela imprensa.
“Nós vamos quebrar, vamos matar o povo antes do tempo. Antes do vírus matar a gente mata. Vocês estão testando a paciência do brasileiro, brincando mesmo. Que a doença é grave, é. Que é verdade, é. Agora o que a imprensa maldita tá fazendo… Eu desejo que Jesus te livre de tudo isso que você tá fazendo e desejando para o povo. Deus proteja teus pais, teus avós, você aí da redação que tá mostrando a cara. Porque o que vocês tão fazendo é um assassinato em massa. É um genocídio psicológico”, disse durante o programa da segunda-feira (06/04).
“Não tem um canal hoje que você não ligue a televisão que não seja a atualização de mortos. Mortos, mortos, mortos. Onde é que vocês querem chegar? O que vocês querem, pelo amor de Deus? Que prazer é esse? Ontem eu liguei a TV e tinha um jornal mostrando as covas abertas num cemitério em SP. Aquilo é comum, viu? (…) E isso vai passando pros véinhos que tá em casa. É terrorismo o que vocês tão fazendo. Terrorismo”, acusou o apresentador, antes de banalizar as vítimas do Covid-19. “Morreu? Morreu. Se tu contar quantas mortes eu falo aqui no meu programa por bala, feminicídio, homicídio… faça as contas”, sugeriu Sikêra Jr.
No dia seguinte, o apresentador voltou a atacar as orientações da imprensa para a população ficar em casa, acusando jornalistas de serem “gente rica mandando pobre ficar em casa”, “fumadores de maconha” e “cheiradores de pó”. O “Alerta Nacional”, ao contrário de vários programas da televisão, não reduziu sua equipe em estúdio, e todos os dias mostra o elenco da equipe de Sikêra Jr na tela. Na semana passada, o apresentador chegou a reclamar de não poder levar candidatos para um quadro de calouros do programa por causa das “medidas funerárias” em curso.
Em seu discurso, o âncora constrói a narrativa de que as autoridades que hoje pedem para a população ficar em casa se beneficiarão politicamente, depois, do empobrecimento dos cidadãos.
“É por isso que o Brasil está do jeito que está, gente. Pergunta pro seu parlamentar se ele diminuiu um centavo do salário dele. Pergunta se diminuiu o salário do assessor dele. Pergunta se o STF falou: ‘olha, o Brasil está passando dificuldade? Toma metade do meu salário, quero não. Troca em remédio, respirador, maca, ambulância, cesta básica…’. Se a gente não for inteligente, nós vamos estar igual à Venezuela, comendo cachorro, comendo gato. Acorda, Brasil, pelo amor de Deus!”, bradou para as câmeras. “É covardia o que vocês estão fazendo com o povo brasileiro! Estão matando e dominando o povo aos poucos. Fazem isso pro povo ir pedir cesta básica depois, pra dizer que [o governador] não cortou a energia elétrica. Olha como ele é bom!”, ironizou no programa de sexta-feira (10/04).
Bastidores TV